quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Quem canta seus males espanta

Continuamos na senda dos provérbios e desta vez foi o provérbio "Quem canta seus males espanta" que deu título à história criada oralmente pela turma do 1.º/2.ºano.

   Era uma vez uma velhinha que não tinha dinheiro. Ela era pobre.
   A senhora chamada Evangelista tinha fome, então foi à casa de um senhor e pediu-lhe dinheiro. O homem não lhe emprestou o dinheiro e ela ficou triste.
   A velhinha começou a cantar uma canção de amor e ficou mais feliz. Nesse momento, passou um senhor rico na rua e apaixonou-se pela velhinha.
   Casaram e viveram felizes para sempre.

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

A ocasião faz o ladrão

"A ocasião faz o ladrão" é um provérbio muito conhecido que, entre outros, foi trabalhado na Biblioteca. A turma do 1.º/2.º ano, oralmente, criou a seguinte história baseando-se no significado do provérbio.
A ocasião faz o ladrão

    Num belo dia de verão, um menino chamado Raul deixou a porta aberta e um ladrão roubou um diamante que o Raul tinha guardado numa caixa na mesa de cabeceira. 
   - Oh não! Onde está o meu diamante?
     O Raul chamou a polícia, que lhe perguntou se suspeitava de alguém e o Raul disse que não.
     A polícia procurou o ladrão numa casa velha que era frequentada por ladrões e lá encontraram o ladrão do diamante, que se chamava Luís. 
    O Luís foi preso e o Raul recuperou o diamante. A partir desse dia nunca mais deixou a porta aberta. 

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Um homem que deu uma lição ao rei

O conto popular «Um homem que deu uma lição ao rei» foi lido na Biblioteca, a que se seguiu a criação do resumo escrito e a ilustração da parte do conto que mais gostaram.


Aquela nuvem e outras

O poema "Pastor" inserido no livro Aquela nuvem e outras foi trabalhado pelos alunos do 1.º/2,ºano, tendo sido proposto aos mesmos...