quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Fantochadas

Após os alunos terem improvisado diálogos com fantoches de dedo, foram criados pequenos textos dramáticos, a partir de personagens diversas.
Eis um desses textos:

Ferreiro - Não tenho ferros nenhuns... Vou pedir ao sapateiro.
(Vai à casa do sapateiro)
Sapateiro - Desculpa, mas eu não tenho ferro. Mas se calhar a cozinheira tem.
Cozinheira (descansando) - Ah, o ferreiro e o sapateiro por aqui! O que querem?
Ferreiro e sapateiro - Por acaso tens ferros?
Cozinheira - Não tenho, o que tenho são panelas de ferro.
Ferreiro e sapateiro - Ok.
(Algum tempo depois)
Ferreiro e sapateiro (escondidos) - Vamos devagar, se não acionamos o alarme. Precisamos das panelas para derretê-las... (roubam as panelas)
(Algum tempo depois)
Cozinheira (gritando irritada) - Quem roubou as minhas panelas? Ah, já sei quem foi! (pega na vassoura e corre atrás dos ladrões) - Ah, se vos apanho!!!!
Ferreiro e sapateiro - Socorro, socorro!

                                                    Dácio, António e Luana - 3.º/4.ºano



Versos de cacaracá

A partir de alguns poemas do livro Versos de cacaracá, foram realizados diversos trabalhos que foram expostos no exterior da Biblioteca, desde recriação de poemas, ilustração e passagem para texto narrativo dialogado.

Aquela nuvem e outras

O poema "Pastor" inserido no livro Aquela nuvem e outras foi trabalhado pelos alunos do 1.º/2,ºano, tendo sido proposto aos mesmos...