terça-feira, 4 de abril de 2017

Aquela nuvem e outras

O poema "Pastor" inserido no livro Aquela nuvem e outras foi trabalhado pelos alunos do 1.º/2,ºano, tendo sido proposto aos mesmos que oralmente continuassem o poema mas no género narrativo.


A menina foi para a serra com o pastor. Lá havia algumas árvores e arbustos. A erva era tenra e o rebanho era composto por quarenta ovelhas.
O pastor pegou numa ovelha e levou-a para casa. A menina fez-lhe companhia até casa e depois foi para a sua.

                                               Fajã da Ovelha



Já os alunos da Ponta do Pargo continuaram o poema:

Claro, porque não?
Levamos também o cão.

Está longe o teu rebanho
Depois até precisamos de um banho.

Já tenho a ovelha
voltamos para a aldeia.

Foi bom ir contigo.
Arranjei mais um amigo!

Por sua vez, os alunos do Paul do Mar recriaram o poema "O inverno", de Eugénio de Andrade.

A primavera

Nova, nova, nova
chegou a primavera.

Vem de camisola
vem de lenço leve ao pescoço.

O chão onde passa
parece um jardim.

Nova, nova, nova
chegou a primavera.

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Livro Uma mão-cheia de histórias

A nossa escola irá receber a visita das duas autoras do livro Uma mão-cheia de histórias, Lúcia Morgado e Rita Almeida, razão pela qual ao longo do mês de fevereiro foram trabalhadas as histórias do livro. 
Eis um poema com a rima em -inha feito a partir da história "O balão saltitão".









Cadelinha lindinha

Era uma vez uma cadelinha
muito lindinha e meiguinha
que vivia numa casinha
muito bonitinha e limpinha.
Um dia ela foi passear pela aldeiazinha
e viu uma velhinha
que lhe ofereceu uma perinha.
A cadelinha engasgou-se e ficou aflitinha.
Voltou para a sua casinha lindinha
e foi dormir uma sestazinha.

Edifício Fajã da Ovelha

Galinha amarelinha

Era uma vez uma galinha
que vivia numa cidadezinha.
Um dia andava a passear e viu uma florzinha
muito branquinha e vermelhinha.
- És muito lindinha!- disse a galinha.
A galinha amarelinha perguntou à florzinha
se podia levá-la para a sua casinha
e pô-la numa jarrinha
junto à janelinha.
-Sim, podes levar-me para a tua casinha
feita de palhinha. - respondeu a florzinha.

Edifício Ponta do Pargo

A rainha e a gatinha

Era uma vez uma rainha
que era muito quietinha.
Ela tinha uma gatinha
muito bonitinha
que gostava de água fresquinha.
Um dia a rainha
caiu da sua cadeirinha
e ficou muito chateadinha.
Então foi para a caminha,
onde comeu uma sopinha
e bebeu água fresquinha.
A gatinha foi para a caminha da rainha
e esta dormiu muito quentinha.

Edifício Vasco da Gama Rodrigues

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

O príncipe com orelhas de burro

Foram feitas quadras a partir da história O príncipe com orelhas de burro, com o objetivo de incrementar nos alunos o gosto pela poesia.

Um príncipe bebé e bonitinho
foi fadado com orelhas de burro.
As flautas tudo contaram
Mas os príncipe acabou sem elas e lindinho.

                      Edifício Fajã da Ovelha

Edifício Vasco da Gama Rodrigues

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Quem tirou os meus morangos?

No Clube de Leitura, a história Quem tirou os meus morangos? foi trabalhada pelos alunos do edifício da Ponta do Pargo e da Fajã da Ovelha. Sendo uma história que fala sobre a partilha, foram criadas quadras sobre esse valor.

É tão bom partilhar,
É tão bom ser bom!
É tão bom ajudar,
Todos temos esse dom!
 Edifício da Ponta do Pargo


quarta-feira, 30 de novembro de 2016

São Martinho

Os alunos do 1.º/2.ºano do edifício da Ponta do Pargo, ao longo de algumas sessões do Clube de Leitura, ensaiaram a dramatização da Lenda de São Martinho. A apresentação da mesma para a comunidade escolar e para os utentes do Centro de Dia da Ponta do Pargo decorreu no dia 11 de novembro, num bonito convívio entre miúdos e graúdos.



Doc Para Blogue by lúcia on Scribd

Momentos de leitura...

No clube de leitura, os alunos têm usado e abusado dos livros do Baú de Leitura, demonstrando assim o gosto pela leitura.
Eis aqui dois momentos em que os alunos apresentam o livro que mais gostam.


Poema "O gato"

O poema "O gato" é um poema de Sidónio Muralha, inserido no livro O rouxinol e a sua namorada e foi trabalhado pelos alunos do 1.º/2.ºanos. Os alunos dos três edifícios reescreveram o poema e fizeram a respetiva ilustração. Vejam que imaginação!
Um cão 
entrou na padaria
devagarinho
e roubou o pão
de um padeiro.
Fez do padeiro gato-sapato,
é um cão cãozinho
ladrão.
Edifício Fajã da Ovelha.

Um melro
entrou na mercearia 
devagarinho
e roubou a alpista
do vendedor.
Fez do vendedor gato-sapato,
é um melro melrinho
ladrão.
 Edifício Ponta do Pargo
Um papagaio
entrou na lavandaria
devagarinho
e roubou a camisa
de um menino.
Fez do menino gato-sapato,
é um papagaio papagaiozinho
ladrão.
 Edifício Vasco da Gama Rodrigues- Paul do Mar                                        

Aquela nuvem e outras

O poema "Pastor" inserido no livro Aquela nuvem e outras foi trabalhado pelos alunos do 1.º/2,ºano, tendo sido proposto aos mesmos...